32.53.104 CASA DE JOÃO MARTINS
LAJES • RUA PADRE LINO VIEIRA FAGUNDES
EDIFÍCIO ISOLADO
ARQUITECTURA DOMÉSTICA
ÉPOCA DE CONSTRUÇÃO INICIAL: SÉC.XVIII/SÉC.XIX
DESCRIÇÃO: Casa solarenga constituída por habitação, "alpendre" (abrigo para carro de bois), palheiro, adega, dois poços, retrete e curral de porco. A habitação e os anexos encontram-se implantados ao redor de um terreiro acessível através de um grande portal.
O portal tem o vão em arco abatido assente em impostas. Está enquadrado por um pano de muro quadrangular rematado por uma cornija e encimado por uma pedra (à laia de pedra de armas) com elementos decorativos em relevo, amparada por volutas. Os cunhais do pano de muro quadrangular são encimados por pináculos. O conjunto do portal é construído em alvenaria de pedra rebocada e caiada de branco excepto as molduras, os cunhais, a cornija, os pináculos, as volutas e a pedra decorada que são em cantaria à vista.
A habitação é do tipo linear em "L", com dois pisos e balcão ao longo do lado interno do braço maior do "L". O forno, de planta rectangular, com "chaminé de mãos postas" com cornija, está adossado à fachada posterior da habitação (face externa do braço maior do "L"). O piso térreo corresponde às lojas. O acesso faz-se por dois vãos abobadados em arco rebaixado, em cantaria, abertos sob o balcão. Do lado esquerdo, também sob o balcão, situa-se a "casa do cão" cujo vão (em cantaria) tem a verga curva.
A habitação é rebocada e caiada de branco, com excepção da chaminé, dos cunhais (apilastrados), das molduras dos vãos (com verga curva), dos aventais rectangulares das janelas e do balcão (pavimento e guarda) que são em cantaria à vista. Os vãos de pisos diferentes na mesma vertical têm ombreiras contínuas que unem o soco à cornija integrando os aventais. A cobertura é do tipo de quatro águas, em telha de meia-cana tradicional, rematada por beiral simples.
O abrigo do carro de bois situa-se à esquerda da habitação, num vão aberto ao nível do muro que contorna o terreiro. Por cima, encontra-se um anexo para arrumos, de planta rectangular, com um piso. É rebocado e caiado de branco com os cunhais aparelhados. A cobertura é de duas águas em telha de meia-cana tradicional.
A adega situa-se em frente da habitação. Tem planta rectangular, um piso e é construída em alvenaria de pedra. A cobertura é de duas águas em telha de meia-cana tradicional rematada por beiral simples. O palheiro prolonga o edifício da adega, tem as mesmas características construtivas mas é ligeiramente mais alto. Na empena oposta à que entesta na adega tem um portão que abre directamente para o caminho exterior.
Ao centro do recinto contíguo à fachada lateral interna do palheiro, situa-se um poço de boca circular construída em cantaria, e duas pias de lavagem. Na continuidade encontra-se um telheiro para abrigo das pias de lavagem com cobertura em lajes de pedra.
Do lado esquerdo do portal, junto à extremidade do ramo curto do "L", situa-se o outro poço de boca circular, construído em cantaria, e duas pias de lavagem. À direita do portal existe um curral de porco também construído em cantaria.
ELEMENTOS NOTÁVEIS: Portal de entrada na propriedade.
ESTADO DE CONSERVAÇÃO: Bom
FUNÇÃO INICIAL: Habitação e apoio à actividade agrícola
FUNÇÃO ACTUAL: Lar para jovens
BIBLIOGRAFIA E DOCUMENTAÇÃO DE REFERÊNCIA: Ficha 4-H do "Inventário do Património Histórico e Religioso para o Plano Director Municipal da Praia da Vitória"
DATA DE LEVANTAMENTO: 1999-06-04
< anteriores




seguintes >
mapa: 53
Terceira. Praia da Vitória
Inventário do Património Imóvel dos Açores
Última actualização em 2007-03-31