11.75.30 CASAS RURAIS - PANASCO
SANTO ESPÍRITO • PANASCO
CONJUNTO EDIFICADO
CONJUNTO DE EDIFÍCIOS OU DE OUTRAS CONSTRUÇÕES
ÉPOCA DE CONSTRUÇÃO INICIAL: SÉC.XVIII/SÉC.XIX
 
 

DESCRIÇÃO: Conjunto edificado constituído por três habitações, dois palheiros, eira, currais e adega.
As habitações são respectivamente de planta quadrangular de grandes dimensões com dois pisos (loja no rés-do-chão e habitação no piso superior) (A), rectangular de dimensões reduzidas e de um só piso (B) e de planta rectangular extensa (C) com um piso. Têm "caixas do lar" (com "janela da gateira") e fornos semicilíndricos salientes, e chaminés cilíndrica (A), prismática quadrangular (B) e de secção rectangular (C). São construídas em alvenaria de pedra rebocada e caiada, à excepção dos socos que são pintados de almagre e dos cunhais e das molduras dos vãos que são pintados de verde. As coberturas são de quatro águas em telha de meia-cana tradicional rematada por beiral duplo nas casas (A) e (C) e simples na casa (B). As janelas são, em geral, de guilhotina de duas folhas. O acesso à habitação (A) faz-se por balcão, com duas escadas, adossado à fachada principal. O acesso às duas restantes habitações faz-se por balcão térreo.
A adega (D), situada entre as habitações (A) e (C), é de um só piso e tem planta em "L". Os processos construtivos e de acabamento são semelhantes aos das habitações, sendo o telhado parcialmente rematado por beiral duplo.
Um dos palheiros localiza-se perto da fachada lateral esquerda da habitação (B). Tem planta rectangular, um piso e está associado a currais (para animais vários), delimitando um pequeno pátio.
O outro palheiro, com arrumo do carro, encontra-se, mais afastado, à esquerda da habitação (A). Tem planta rectangular, um piso e é construído em alvenaria de pedra seca. A cobertura é de duas águas em telha de meia-cana tradicional rematada por beiral simples. Está associado a um complexo de currais. A eira encontra-se junto a este palheiro.
Os currais de porco estão situados na parte posterior da habitação (C). Têm planta subcircular e dois "chiqueiros" construídos em alvenaria de pedra rebocada e caiada com cobertura abobadada.

ESTADO DE CONSERVAÇÃO: Bom
FUNÇÃO INICIAL: Habitação e apoio à actividade rural
FUNÇÃO ACTUAL: Habitação e apoio à actividade rural
BIBLIOGRAFIA E DOCUMENTAÇÃO DE REFERÊNCIA: Ficha 87/Santa Maria do "Arquivo da Arquitectura Popular dos Açores".
OBSERVAÇÕES: A adega conserva um lagar no interior.
DATA DE LEVANTAMENTO: 2000-03-23
< anteriores




seguintes >
mapa: 75
Santa Maria. Vila do Porto
Inventário do Património Imóvel dos Açores
Última actualização em 2006-07-31