11.42.9 QUINTA DO FALCÃO
ALMAGREIRA • MIRANTE
EDIFÍCIO ISOLADO
ARQUITECTURA DOMÉSTICA
ÉPOCA DE CONSTRUÇÃO INICIAL: SÉC.XVIII
 
DESCRIÇÃO: Núcleo edificado de quinta, constituído por habitação, cavalariças, edifícios de apoio à actividade agrícola, poço e mirante, acessível da estrada através de um grande portal de sabor neoclássico e de um longo caminho empedrado e murado.
A habitação é constituída por vários corpos de um e dois pisos organizados em torno de um pátio fechado e formando um rectângulo. A cozinha, saliente do rectângulo da habitação, tem uma chaminé de grandes dimensões. A habitação tem um largo balcão ao longo de dois lados do rectângulo (num deles com conversadeiras embutidas no murete de protecção) e insere-se num complexo de pátios e recintos murados.
Todas as construções são em alvenaria de pedra rebocada, sendo a habitação caiada com as molduras, as pilastras, os socos e as faixas pintadas de almagre, e os muros e construções de apoio integralmente pintados de almagre. As coberturas são de duas ou quatro águas em telha de meia-cana tradicional, geralmente rematadas com beiral duplo.
O poço situa-se num terreno inferior, perto do balcão da habitação.
O mirante, também rebocado e pintado com almagre, insere-se no muro de pedra seca que limita a propriedade, junto à estrada, perto do portal da entrada na quinta.
ESTADO DE CONSERVAÇÃO: Razoável
FUNÇÃO INICIAL: Habitação e apoio à actividade rural
BIBLIOGRAFIA E DOCUMENTAÇÃO DE REFERÊNCIA: Ficha 11/Santa Maria do "Arquivo da Arquitectura Popular dos Açores"; Ficha C-3 do "Inventário do Património Histórico e Religioso para o Plano Director Municipal de Vila do Porto".
DATA DE LEVANTAMENTO: 2000-04-06




seguintes >
mapa: 42
Santa Maria. Vila do Porto
Inventário do Património Imóvel dos Açores
Última actualização em 2006-11-03