11.42.7 CASAS RURAIS - FONTE DO MOURATO
ALMAGREIRA • FONTE DO MOURATO
CONJUNTO EDIFICADO
CONJUNTO DE EDIFÍCIOS OU DE OUTRAS CONSTRUÇÕES
ÉPOCA DE CONSTRUÇÃO INICIAL: SÉC.XIX
DESCRIÇÃO: Conjunto edificado constituído por três casas rurais. Uma das casas (A) é constituída por habitação, curral de porco e retrete. Outra das casas (B) é constituída por habitação, palheiro, curral de porco e retrete. A terceira (C) é constituída por habitação e retrete.
A habitação (A) é do tipo linear com um piso. Tem "caixa do lar" (com chaminé de secção rectangular) e forno semicircular salientes. É construída em alvenaria de pedra rebocada e caiada, com excepção das molduras dos vãos que são pintadas de verde. A cobertura é de quatro águas em telha de meia-cana tradicional rematada por beiral simples. A retrete está encostada ao tardoz da habitação. Um anexo mais recente foi também adossado ao lado direito do tardoz da habitação. O curral de porco está adossado ao lado esquerdo do tardoz da habitação. É construído em alvenaria de pedra seca.
A habitação (B) é de planta quadrangular com dois pisos (loja no piso térreo por aproveitamento do declive) e sótão. Tem "caixa do lar" (com "janela da gateira" e chaminé de secção rectangular) e forno semicilíndrico salientes. É construída em alvenaria de pedra rebocada e caiada, com excepção do soco e das molduras dos vãos que são pintados (respectivamente de almagre e de cinzento). A cobertura é de duas águas em telha de meia-cana tradicional rematada por beiral duplo. O acesso à habitação faz-se através de um balcão/terraço, limitado por um murete, disposto ao longo da fachada principal.
O palheiro, de planta rectangular, com um piso, é contíguo ao forno. É construído em alvenaria de pedra seca. A cobertura é de duas águas em telha de meia-cana industrial rematada por beiral simples. O curral de porco e retrete com parede comum são contíguos à empena esquerda do palheiro. São construídos em alvenaria de pedra seca.
A habitação (C) é também de planta quadrangular com dois pisos (loja no piso térreo) e sótão. Tem "caixa do lar" (com "janela da gateira" e chaminé "de vapor") e forno semicilíndrico salientes, situados no tardoz ao nível do piso superior da habitação. O acesso externo ao piso superior faz-se por uma escada e um balcão elevado que preenche o resto do tardoz. Neste balcão foi construída uma retrete. Por baixo do forno e do balcão existem arrumos. Encostado à empena direita foi construído um anexo mais recente. Esta habitação é construída em alvenaria de pedra rebocada e caiada, com excepção do soco, dos cunhais e das molduras dos vãos (encimados por cornija nas fachadas principal e lateral esquerda) que são em cantaria pintada de verde. A cobertura é de duas águas em telha de meia-cana tradicional rematada por beiral duplo. Existe um balcão/terraço ao nível térreo, ao longo da fachada principal, delimitado por um murete.
ESTADO DE CONSERVAÇÃO: Razoável
FUNÇÃO INICIAL: Habitação e apoio à actividade rural
FUNÇÃO ACTUAL: Habitação
BIBLIOGRAFIA E DOCUMENTAÇÃO DE REFERÊNCIA: Ficha 3/Santa Maria do "Arquivo da Arquitectura Popular dos Açores".
DATA DE LEVANTAMENTO: 2000-03-14




seguintes >
mapa: 42
Santa Maria. Vila do Porto
Inventário do Património Imóvel dos Açores
Última actualização em 2006-11-03