11.25.121 ERMIDA DO CORPO SANTO
VILA DO PORTO • LARGO SOUSA E SILVA
EDIFÍCIO ISOLADO
ARQUITECTURA RELIGIOSA
CONJUNTO PROTEGIDO
(Decreto Legislativo Regional nº22/92/A, de 21 de Outubro)
ÉPOCA DE CONSTRUÇÃO INICIAL: SÉC.XVII/SÉC.XVIII
DESCRIÇÃO: Ermida de planta rectangular com o corpo da sacristia adossado à fachada lateral direita.
A fachada principal, enquadrada por cunhais e por um soco saliente (com o remate superior moldurado), é dominada pelo portal axial, com duplo lintel e cornija saliente encimada por um óculo quadrado. O portal é rematado lateralmente por pilastras cujas bases e plintos se prolongam em relevo sobre o soco e cujos capitéis são relevados sobre a cornija do portal. Sobre estes capitéis salientam-se, com pronunciado relevo, dois “capitéis” ainda maiores que suportam pináculos embebidos na parede. A moldura do óculo está ligada à cornija do portal. O respectivo lintel é rematado superiormente por um rebordo saliente e tem a inscrição “AD 1733”. A fachada é rematada por uma cornija que acompanha o remate das duas águas do telhado. No topo da cumeeira encontra-se uma cruz em pedra sobre base do mesmo material.
Sobre os cunhais encontram-se pináculos. A fachada da sacristia (paralela à fachada principal da ermida) é também rematada por uma cornija e por um cunhal.
O imóvel é construído em alvenaria de pedra rebocada e caiada, com excepção do soco, dos cunhais, das cornijas, das molduras dos vãos e dos pináculos que são em cantaria à vista. A cobertura, de duas águas no corpo da nave e de quatro águas no corpo da sacristia, é em telha de meia-cana tradicional rematada por beiral duplo na fachada lateral direita e simples nas restantes.
No interior da nave, do lado do evangelho, encontra-se um púlpito rectangular em madeira, com escada, cuja guarda alterna pilaretes em talha com balaústres. A capela-mor tem um retábulo de talha dourada (“estilo nacional”) e um tecto de madeira pintada (com motivos rococó) que imita uma abóbada de berço. A sacristia divide-se em dois pisos (o superior é uma arrecadação) possuindo, no piso inferior, um arcaz de madeira e um lavabo em pedra pintada. O tecto, com as vigas de madeira salientes, é também pintado.
ELEMENTOS DATADOS: Inscrição no lintel do óculo da fachada principal: "1733".
ESTADO DE CONSERVAÇÃO: Razoável
FUNÇÃO INICIAL: Ermida
FUNÇÃO ACTUAL: Ermida
BIBLIOGRAFIA E DOCUMENTAÇÃO DE REFERÊNCIA: Ficha A-5 do "Inventário do Património Histórico e Religioso para o Plano Director Municipal de Vila do Porto"; Ficha 7/Santa Maria do "Levantamento do Património Arquitectónico da Vila do Porto", SREC/DRAC.
OBSERVAÇÕES: Esta ermida é também conhecida por Ermida de São Pedro Gonçalves.
O tecto de madeira pintado da capela-mor encontra-se em restauro.
REMISSÕES: 11.24.97; 11.24.106.
DATA DE LEVANTAMENTO: 2000-04-07
< anteriores


mapa: 25
Santa Maria. Vila do Porto
Inventário do Património Imóvel dos Açores
Última actualização em 2006-11-04