O Inventário do Património Imóvel do Concelho de Velas
 

Jorge A. Paulus Bruno*

A campanha de terreno do Inventário do Património Imóvel do Concelho de Velas realizou-se em 2008.
No âmbito dos trabalhos neste concelho, decorreu primeiramente uma fase de preparação na qual foram realizadas ações de pesquisa bibliográfica e documental sobre o concelho. Como resultado desta pesquisa importa salientar essencialmente um dossiê cuja informação foi objeto de consultas detalhadas e frequentes como comprovam as referências inscritas nas respetivas fichas no campo da bibliografia e documentação de referência: Arquivo da Arquitectura Popular dos Açores, AAVV, Associação dos Arquitectos Portugueses, 1993.
Nesta conformidade, a campanha de terreno do Inventário do Património Imóvel do Concelho de Velas decorreu durante os meses de julho a setembro de 2008, quando a respetiva equipa (Eduardo Rodrigues e Susana Andrade) tomou contacto com o património construído do concelho e procedeu ao seu consequente levantamento com base nos critérios estabelecidos.
O acompanhamento destes trabalhos fez-se através de visitas ao terreno do coordenador do projeto e da equipa de consultores (João Vieira Caldas e José Manuel Fernandes). Durante estas visitas procedeu-se à análise, avaliação e correção do trabalho realizado pela equipa de terreno, depois de tomadas prévias decisões sobre as espécies imóveis que vieram a ser inventariadas. No início da campanha de terreno – e tendo em vista assegurar uma ampla divulgação e criar uma dinâmica cultural ascendente em torno deste projeto, procurando envolver a comunidade através da sua participação ativa – realizou-se, no Centro Cultural das Velas, uma sessão pública de apresentação e discussão do projeto, pelo coordenador, com a presença da equipa de terreno, na qual estiveram presentes e participaram, para além de diversos munícipes, representantes das principais instituições públicas e privadas do concelho.
Como resultado destas ações, deve sublinhar-se a disponibilidade sempre prontamente manifestada pelos munícipes para prestar qualquer colaboração solicitada. O seu apoio e colaboração, traduziu-se na cedência de vária informação e foi determinante para a concretização deste projeto.
Concluído o Inventário do Património Imóvel do Concelho de Velas, resultaram cento e vinte e sete espécies inventariadas – a que correspondem cerca de duas mil duzentas e sessenta e oito imagens, entre diapositivos, fotografias a preto e branco e plantas. A publicação em livro agora efetuada do Inventário do Património Imóvel do Concelho de Velas – numa coedição da Direção Regional da Cultura e do Instituto Açoriano de Cultura – dá continuidade à coleção já iniciada, constituindo este o seu décimo quinto volume.
Continuamos, deste modo, a pensar que a primeira grande ação de divulgação pública do Inventário do Património Imóvel dos Açores se consubstancia na sua publicação em livro. De resto, o livro, ainda hoje, é o meio privilegiado para assegurar a circulação alargada desta informação junto de todas as faixas da população, desde os leitores mais conhecedores aos mais curiosos, passando até por aqueles que não o leem mas não deixam de o olhar atentamente e dele retirarem adequados conhecimentos e conclusões.
Neste contexto, a matriz gráfica desta publicação – acompanhando a já estabelecida nos anteriores volumes – procura divulgar os dados de uma forma acessível, graficamente contida, onde se conjugam os elementos textuais – organizados a partir da sua arrumação na ficha de caracterização das espécies – com os visuais. A anteceder a abordagem das espécies inventariadas publica-se uma série de mapas que representam graficamente, de forma simplificada, a respetiva localização, correspondendo cada um destes mapas a uma categoria ou grupo tipológico segundo os quais foi identificado cada um dos objetos inventariados. No fim publica-se ainda um pequeno glossário com alguns termos ou expressões locais que se entendeu conveniente facilitar a compreensão do seu significado no contexto da aplicação na ficha.
Consideramos que, essencialmente por razões de confidencialidade, não seria naturalmente desejável publicar todos os elementos recolhidos sobre cada uma das cento e vinte e sete espécies inventariadas neste concelho. Deste modo, seguiu-se a orientação já estabelecida nos anteriores volumes, a qual conduziu à seleção dos campos da ficha que maior interesse têm para uma divulgação a este nível. Idêntico procedimento foi tomado em relação à documentação gráfica e fotográfica, procedendo-se, assim, a uma escolha das representações mais significativas e elucidativas de cada espécie, por vezes mesmo em prejuízo de outras mais ricas numa perspetiva artística ou estética mas com menor conteúdo ou informação.
Importa ainda referir, finalmente, que entre a data da conclusão da realização do Inventário deste concelho (2008) e a da sua publicação no presente livro (2013) decorreram cinco anos, período durante o qual se verificou, naturalmente, o surgimento de nova informação bibliográfica e alterações substanciais em relação a alguns imóveis inventariados. Em nenhum dos casos procedemos à atualização da informação constante das fichas porque o seu conteúdo se reporta objetivamente à data do seu levantamento inscrita na respetiva ficha de caracterização.
Por último, a encerrar este texto explicativo do método aplicado e da forma como decorreu o inventário do património imóvel deste concelho, impõe-se uma referência de agradecimento aos que, pelas mais diversas formas, contribuíram para a concretização com êxito deste inventário e desta publicação. Enumerá-los a todos seria estender por mais páginas este texto, mas deixar de referir aqueles que mais diretamente se envolveram neste projeto seria por certo praticar uma grave injustiça. Por esta razão, e embora correndo o inevitável risco de, involuntariamente, esquecer algum, impõe-se salientar o então Presidente da Câmara Municipal de Velas, António José Silveira, os presidentes das juntas de freguesia do concelho, os consultores deste projeto, Professores Doutores João Vieira Caldas e José Manuel Fernandes, para além do professor Doutor António dos Santos Pereira que aceitou escrever o texto de enquadramento histórico deste concelho inserto nesta obra. A todos, fica aqui expresso, com realce, o reconhecimento pela sua colaboração.

*Coordenador do Projeto do Inventário do Património Imóvel dos Açores

O Inventário do Património Imóvel do Concelho de Velas
O Concelho de Velas
Velas de São Jorge - Aspetos do seu urbanismo
A "Cozinha/Fumeiro" de São Jorge
São Jorge. Velas
Inventário do Património Imóvel dos Açores