41.20.13 POÇOS E TANQUE – CAMINHO DA IGREJA
GUADALUPE • Caminho da Igreja
CONJUNTO EDIFICADO
CONJUNTO DE EDIFÍCIOS OU DE OUTRAS CONSTRUÇÕES
ÉPOCA DE CONSTRUÇÃO INICIAL: SÉC.XVIII/SÉC.XIX
DESCRIÇÃO: Conjunto de dois poços e um tanque implantados espaçadamente à beira do Caminho da Igreja, que formam um sistema de recolha, armazenamento e distribuição de água à população.
Os poços estão situados ao centro de recintos semicirculares, murados. Os muretes que definem os recintos são construídos em alvenaria de pedra rebocada e pintada de branco na face interior e na face exterior dos segmentos rectos voltados à estrada, excepto os remates que são em cantaria à vista. Os poços são construídos em alvenaria de pedra à vista, com os muretes circulares em cantaria. Estão tapados por "tampas" de madeira. Um dos poços tem a data "1850" inscrita no bloco de cantaria virado à entrada do recinto. O outro poço tem a inscrição "JG / 1911" no bloco de cantaria virado à entrada do recinto e no bloco oposto.
O tanque tem grandes dimensões e um contorno irregular com troços rectos e curvos. É delimitado por um muro em alvenaria de pedra rebocada e caiada com a parte superior boleada. O muro tem uma abertura larga, no extremo direito do troço recto virado ao caminho, correspondente a uma rampa empedrada de acesso ao fundo do tanque. No mesmo troço, mais para a esquerda, o muro é interrompido por uma varanda ligeiramente balançada sobre o tanque e construída em cantaria. No lado oposto há uma varanda mais pequena, embebida na espessura do tanque, associada a bacias rectangulares, em cantaria.
 
ELEMENTOS DATADOS: Bloco de cantaria da guarda de um poço com a inscrição "1850"; dois blocos de cantaria opostos da guarda do outro poço com a data "1911" inscrita.
ESTADO DE CONSERVAÇÃO: Bom
FUNÇÃO INICIAL: Recolha, armazenamento e distribuição pública de água
DATA DE LEVANTAMENTO: 2004/06/24




seguintes >
mapa: 20
Graciosa. Santa Cruz
Inventário do Património Imóvel dos Açores